(84) 99828-4059
Sebrae topo

Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais completa 22 anos

Foto: ASCOM/IDEMA

Neste mês de junho, a Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais completou 22 anos de existência e, para comemorar a data, a gestora da APARC, Jaciana Barbosa, e as técnicas do Núcleo de Gestão de Unidades de Conservação do Idema (NUC), Daiane Golbert e Maria José Olímpio, prepararam uma programação para os visitantes.

As ações contaram com a participação de pesquisadores do Laboratório de Ecologia Marinha da UFRN (LECOM), com a exposição “Recife vivo é recife limpo” do Projeto #deolhonoscorais, além da apresentação do Museu dos Corais da APARC.

Para o momento ArtMar, a equipe contou com a participação do ator potiguar Rodrigo Bico que abordou, através de encenação teatral com o palhaço Bicolim, a questão do plástico nos oceanos e as problemáticas que ele causa aos animais marinhos.

Além disso, ocorreu o momento CineMar, com filmes trazendo reflexões sobre a poluição dos oceanos. “A ideia foi trazer essa reflexão sobre os prejuízos causados pelo acúmulo de lixo nas praias, principalmente do plástico, o qual se degrada na natureza transformando-se em microplástico, que é um resíduo não visível a olho nu e extremamente prejudicial à saúde dos animais marinhos e dos seres humanos”, afirma a gestora da APARC e coordenadora da atividade, Jaciana Barbosa.

Encerrando as ações comemorativas, a programação contou com a participação da ONG APC Cabo de São Roque, trazendo uma exposição sobre as Tartarugas Marinhas e conduzindo uma soltura de tartarugas na praia de Maracajaú, destacando a importância da conservação das Tartarugas Marinhas no estado do RN.

APARC

A Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais (APARC) foi criada em 2001, por meio do Decreto N° 15.746, com o objetivo de proteger a região marinha que abrange a faixa costeira dos municípios de Maxaranguape, Rio do Fogo e Touros, no litoral norte do Estado. Com uma área de mais de 136 mil hectares, a APARC assegura a preservação da biodiversidade marinha presente na Unidade com a ocorrência de recifes de corais – considerado o mais diverso habitat marinho do mundo.

Postado em 20 de junho de 2023

No Banner to display