(84) 99828-4059
Classificados Topo

Brasil reforça vigilância à gripe aviária após surtos no Peru e Colômbia

Foto: Reprodução

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reforçou medidas de prevenção contra a Influenza Aviária Altamente Patogênica (IAAP-vírus H5N). A Secretaria de Defesa Agropecuária, por meio do Departamento de Saúde Animal, lançou um novo plano de vigilância e notificação e revisou as orientações com as agroindústrias.

O motivo é a proximidade com que tem sido encontrados novos focos da doença.

O Peru confirmou nesta 4ª feira (16.nov) que aves marinhas, mais especificamente pelicanos, estão sendo diagnosticados. O Serviço Nacional de Sanidade Agrária do Peru ordenou vigilância cíclica nas granjas, para evitar uma proliferação. Também pediu à população que evite manejar aves mortes, de qualquer espécie.

A Colômbia constatou há um mês a doença em aves criadas em quintais.

As localidades são distantes dos polos agropecuários do Brasil. Mas, a vigilância do Mapa e a observação dos produtores rurais se fazem necessárias porque aves silvestres migram grandes distâncias e podem trazer o vírus a qualquer momento, orienta a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

“O trabalho realizado tem como objetivo minimizar o risco de ocorrência da doença no País, considerando a situação mundial da influenza aviária e a disseminação do vírus, principalmente por aves silvestres”, explicou Geraldo Moraes, o diretor do Departamento de Saúde Animal do Mapa.

SBT NEWS

Postado em 17 de novembro de 2022
Classificados