(84) 99828-4059
Classificados Topo

Cerca de 70% do frango consumido no Catar é brasileiro

Reprodução

Com a realização da Copa do Mundo, o pequeno país de quase três milhões de habitantes ganhou visibilidade mundial e algumas curiosidades se tornaram conhecidas, como as que se referem às relações comerciais entre Brasil e Catar. Por exemplo, cerca de 70% do frango consumido no Catar é brasileiro.

E com a realização torneio de futebol entre seleções, essas exportações em 2022 deram um salto. Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), nos dez primeiros meses do ano, em receita, o aumento foi de 67%, e, em volume, de 40%.

Primeiro é importante ressaltar que a população do Catar segue predominantemente a religião islâmica, ou seja, que tem o halal como um estilo de vida e rege suas ações, inclusive na alimentação.

Dessa forma, como explica o diretor da CDIAL Halal, Ahmad M. Saifi, o Brasil não conquistou à toa a posição de maior exportador de carne de frango halal do mundo.

“Foi pela qualidade dos nossos produtos, aliado ao respeito aos preceitos halal e ao preço competitivo que possibilitou ao Brasil conquistar e ter mantido essa relação sólida e promissora com os países árabes”, afirma Saifi.

Ahmad M. Saifi ressalta que os bons números na exportação do frango brasileiro ao Catar tiveram sim a influência da Copa do Mundo. Com a expectativa de que, durante o evento, o país receba cerca de 1,7 milhão de visitantes, o aumento da compra de alimentos teria um salto.

“A Copa está trazendo uma grande visibilidade ao Catar” — Ahmad M. Saifi

Mas, para o diretor da CDIAL Halal, esta tendência de alta, mesmo que não seja nos mesmos patamares a esta de 2022, pode acontecer nos próximos anos. “A Copa está trazendo uma grande visibilidade ao Catar e isso pode motivar turistas do mundo todo a visitarem aquele país e, com isso, mantermos também bons números nas exportações”, enfatiza.

Canal Rural

Postado em 24 de novembro de 2022
Classificados