(84) 99828-4059
Classificados Topo

Em live ao portal Agrosertao.com o diretor-presidente do IGARN, informou os resultados das reservas hídricas do RN após a quadra chuvosa de 2020

O IGARN é o Instituto de Gestão das Águas do estado do Rio Grande do Norte, principais e importantes ferramentas de gestão é a regularização do uso da água, sendo assim, o Igarn é responsável pelo cadastramento dos usuários de água do RN, por meio da concessão de Licenças de Obras Hidráulicas, Outorgas de Uso da água, objetivando assegurar a oferta de água em qualidade e quantidade, adequadas ao uso para todos os cidadãos, visando o desenvolvimento sustentável do Estado.

Com o bom resultado das chuvas apresentado esse ano no interior do RN, foi possível uma boa recuperação das reservas hídricas potiguares que atingiram seu melhor volume desde 2012, chegando a 2.485.347.559 m³, que correspondem a 56,78% da capacidade total de reserva de águas nos mananciais monitorados pelo pelo instituto.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves maior reservatório do estado, acumula 1.565.139.675 m³, percentualmente, 65,95% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³.

Também seu maior volume desde 2012, segundo maior reservatório estadual, Santa Cruz do Apodi acumula 213.695.150 m³, percentualmente, 35,63% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³, na última semana o manancial estava com 214.912.240 m³, que correspondiam a 35,84% do seu volume máximo.

O reservatório Umari, localizado em Upanema, acumula 270.791.197 m³, percentualmente, 92,48% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³.

Este também é um destaque, pois é o maior volume do reservatório desde 2009, quando sangrou.

Já os mananciais que já sangraram e continuam com volumes próximos da sua capacidade total são: Santana, em Rafael Fernandes, com 98,33%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 99,44%; Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz, com 97,4%; Morcego, em Campo Grande, com 99,37%; Santo Antônio de Caraúbas, localizado em Caraúbas, com 99,5%; Encanto, em Encanto, com 96,25%; Pataxó, em Ipanguaçu com 97,89% e Dourado, em Currais Novos, com 96,33%.

É muita felicidade para o produtor rural que teve que enfrentar longos anos de seca, chegou o ano de 2020 e ver os açudes e barragens vertendo o líquido tão esperado, podendo produzir e desenvolver a agricultura e outras culturas que faz o agronegócio do estado movimentar nossa economia.

Confira a live completa em nosso canal do Youtube, clique aqui!

Postado em 29 de junho de 2020
Classificados