(84) 99828-4059
RN 12/2021

Em Mossoró, Expofruit deve receber 15 mil pessoas

Após o cancelamento da edição de 2020 por causa da pandemia de covid-19, a Feira Internacional de Fruticultura Irrigada (Expofruit) foi aberta nesta quarta-feira (24), de forma presencial, em Mossoró, na Estação das Artes. Com uma programação diversificada, que inclui palestras, debates, painéis, cursos, oficinas, fóruns e discussões científicas, o maior evento de fruticultura do País deve reunir cerca de 15 mil pessoas. Os organizadores estimam que R$ 60 milhões em negócios sejam fechados nos três dias de feira.

A abertura do evento teve apresentação da banda de choro da Universidade Federal Rural do Seminário (Ufersa) e a presença da governadora Fátima Bezerra, do vice-governador Antenor Roberto, e do prefeito de Mossoró Allyson Bezerra, além de outras autoridades ligadas aos setores de pecuária, agricultura e comércio.

“É com muita satisfação que estamos retornando de forma presencial a esse evento que não é um evento qualquer. Aqui no semiárido estão sendo gerados cerca de 20 mil empregos diretos na fase do cultivo e da colheita. É daqui que sai a proeza e a ousadia de tornar o Rio Grande do Norte o maior exportador de frutas do país”, afirmou a governadora.

A exposição de produtos e serviços ligados à fruticultura tem 360 estandes, abertos ao público em geral, das 18h às 23h.

Segundo o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex), que organiza o evento, a Expofruit 2021 se propõe a ser um ambiente de negociação para abrir o mercado chinês ao melão da região, além de explorar novas tecnologias e insumos para modernizar o segmento.

Tribuna do Norte

Postado em 25 de novembro de 2021
Agi