(84) 99828-4059
Detran - FEv-22

Governadora do RN assina ordem de serviço para obras na Barragem Oiticica

Em mais um passo para conclusão das obras físicas do complexo Oiticica, a governadora Fátima Bezerra assinou nesta quarta-feira (5) a ordem de serviço para instalação dos equipamentos hidromecânicos das comportas que vão controlar o volume do reservatório e a vazão de água que será liberada para a barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Os serviços serão realizados pela Hydrostec, empresa que já fez trabalhos em outras obras do projeto de transposição de água do São Francisco. O contrato é de R$ 14,5 milhões e o prazo para conclusão é de 180 dias.

“Depois da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, esse é o maior investimento realizado em infraestrutura hídrica no Estado. Sem o projeto de integração de bacias do São Francisco, Oiticica não existiria. Sinto-me à vontade para falar sobre isso porque participei do processo desde o início, como parlamentar, no governo da presidenta Dilma Rousseff”.

Governadora Fátima Bezerra

A governadora ressaltou o papel da bancada federal do Rio Grande do Norte ao afirmar “que sempre foi parceira dessa obra. Independente de questão partidária, todos os anos colocávamos emendas para as obras da barragem.”

A previsão da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) é entregar as obras sociais do complexo Oiticica no primeiro semestre deste ano, ficando a conclusão da barragem para dezembro de 2022. Localizada a 25 quilômetros de Jucurutu, a estrutura para receber os 880 moradores da centenária comunidade Barra de Santana está com 95% da obra concluída, faltando as ligações de água e luz e a construção do acesso rodoviário. Nova Barra de Santana terá 218 moradias. Os proprietários de imóveis rurais situados na área inundável da bacia hidrográfica serão transferidos para agrovilas como a Jucurutu, que está em fase final de conclusão.

“Essa peça que será instalada é quem vai medir a vazão de regularização do leito do rio Piranhas, entre as barragens de Oiticica e a Armando Ribeiro Gonçalves. É, como disse o vice-governador Antenor Roberto, o coração da barragem, um instrumento importante de gestão dos recursos hídricos”, informou o secretário da Semarh, João Maria Cavalcanti. A barragem, que vai receber as águas da transposição, estava com pouco mais de 2 milhões de metros cúbicos de água. Com as chuvas que caíram desde o início do ano na região, o volume subiu para 5,2 milhões.

Com capacidade para 590 milhões de metros cúbicos, Oiticica é a maior obra em curso no Rio Grande do Norte. Vai atender a 43 municípios e uma população estimada em 800 mil habitantes, transformando o Seridó na primeira região do Nordeste com segurança hídrica perto de 100%.

Postado em 11 de janeiro de 2022
Classificados