(84) 99828-4059
RN 12/2021

Governo do RN firma parceria para implantar projeto Plantando o Futuro

Sandro Menezes/ASSECOM-RN

O Governo do Rio Grande do Norte e a Casa dos Ventos Energias Renováveis celebraram convênio nesta sexta-feira (29), em que a empresa faz a doação de R$ 300 mil para a implantação do projeto Plantando o Futuro, que será executado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf) e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RN).

Tendo como objetivo o fortalecimento da agricultura familiar e da pecuária sustentável, a Sedraf e a Emater traçaram dois eixos de atuação. O primeiro prevê a aquisição de materiais e equipamentos necessários à construção de 24 campos de produção de forragem por meio da utilização do reuso de água domiciliar em oito municípios da área de atuação da Casa dos Ventos, totalizando 124 famílias beneficiadas.

O segundo eixo contempla a aquisição de 120 mil raquetes de palma forrageiras a serem distribuídas às famílias como forma de suprir a demanda necessária de subsistência da pecuária local em épocas de seca, como agora. São 15 mil raquetes para cada município participante, 1.200 por família.

“Essas parcerias são importantes para que as comunidades tenham seu momento de emancipação, de desenvolvimento, de crescimento e de ganho para os produtores e produtoras da agricultura familiar. Trata-se de um projeto-piloto muito inteligente e importante. Que ele nos traga prosperidade e que possa ser multiplicado, se possível com a velocidade dos ventos”, disse o vice-governador Antenor Roberto, que conduziu a solenidade, realizada no auditório da Governadoria, em Natal, com a presença de prefeitos, vereadores e lideranças de movimentos sociais.

Secretário da Sedraf, Alexandre Lima lembrou que o Plantando o Futuro atende a três indicadores do programa Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Fome Zero e Agricultura Sustentável, Água Potável e Saneamento, e Consumo e Produção Responsáveis. “Esta é uma agenda contemporânea, até pela necessidade urgente do Semiárido. Não se trata apenas do uso pelo uso de uma tecnologia. Este projeto está integrado a um conjunto de outras políticas, notadamente no campo da assistência técnica.” Alexandre Lima disse ainda que o governo quer envolver as prefeituras e os sindicatos no controle social do programa.

A Casa dos Ventos está construindo um complexo eólico, chamado Rio dos Ventos, que ocupa 14 mil hectares nos municípios de Caiçara do Rio do Vento, Ruy Barbosa, Riachuelo e Bento Fernandes, caracterizando-se como um dos maiores do mundo, com capacidade instalada total de 1.038 megawatts (mWh) e investimento de R$ 5 bilhões. Outros 2.040 mWh em projetos eólicos estão em desenvolvimento, previstos para entrar em operação até 2024. O presidente da empresa, Clécio Eloi reafirmou a disposição do grupo de firmar novas parcerias no RN. O fundador da Casa dos Ventos, Mário Araripe, lembrou que no cenário mundial, o Brasil é o país com melhor condições para produzir energias renováveis. E no Brasil, os melhores são o Rio Grande do Norte e a Bahia.

Representando a Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Cícera Franco defendeu a ampliação dessas parcerias para 60 municípios potiguares onde é produzida energia eólica atualmente. “Projetos direcionados especificamente para nós, agricultores e agricultoras familiares, que estamos colaborando com o desenvolvimento econômico do Estado.”

Em nome dos oito municípios beneficiados, a prefeita Sandra Jaqueline, de Fernando Pedroza, parabenizou o governo e a empresa pela iniciativa. “Creio que muitas outras virão para beneficiar o povo.” Os municípios contemplados no projeto Plantando o Futuro ficam nas regiões Agreste e Central. São eles: Angicos, Fernando Pedroza, Caiçara do Rio do Vento, Lajes, Pedro Avelino, Riachuelo, Ruy Barbosa e São Tomé.

Também participaram da solenidade, o deputado estadual Hermano Moraes, representando a Assembleia Legislativa; os prefeitos Joca Basílio (Riachuelo), Miguel Pinheiro (Angicos) e Sandra Jaqueline (Fernando Pedroza), Obdon Fernandes (Fetarn), assessores municipais, vereadores e representantes de movimentos sociais. Pelo Governo do Estado, além de Alexandre Lima, estiveram presentes o subsecretário da Sape, Davi Soares; diretor geral da Emater, Cesar Oliveira; diretor geral do Idema, Leonlene Aguiar; diretor presidente da Emparn, Rodrigo Maranhão, e técnicos das secretarias e órgãos ligados à agricultura.

Postado em 1 de novembro de 2021
Agi