(84) 99828-4059
Classificados Topo

Governo zera imposto de importação de milho, carnes e farinha de trigo

Foto: Governo de Rondônia

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) informou nesta quarta-feira (11) que vai zerar ou reduzir o imposto importação de 11 produtos alimentícios e do setor de construção.

Os produtos são:
Carnes bovinas desossadas e congeladas – de 10,8% a 0%
Comestíveis de galos/galinhas, picados, miudezas e congelados – de 9% a 0%
Farinha de trigo – de 10,8% a 0%
Outros trigos e misturas de trigo com centeio – de 9% a 0%
Bolachas e biscoitos – de 16,2% a 0%
Produtos de padaria, pastelaria e seguro de biscoitos – de 16,2% a 0%
Fio-máquina de ferro ou aço – de 10,8% a 4%
Barras de ferro ou aço não ligado – de 10,8% a 4%
Ácido sulfúrico – de 3,6% a 0%
Mancozebe técnico (tipo de fungicida agrícola) – de 12,6% a 4%
Milho em grão – de 7,2% a 0%
As novas tarifas passam a valer nesta quinta-feira (12) e valem até 31 de dezembro deste ano.

De acordo com a secretária-executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia, Ana Paula Repeza, disse que os produtos escolhidos tiveram “grande alta de preço”, e que a redução nas tarifas visa conter a inflação.

Com a medida, a pasta espera um impacto de até R$ 700 milhões na arrecadação do governo neste ano.

“Trata-se de uma redução transversal dos impostos, já fizemos isso com a redução do IPI de 35% para quase todos os produtos. Passamos por momento de forte inflação, que tem poder nocivo para população. Buscamos fazer reduções ou zerar a alíquota de importação para aumentar a competitividade dos nossos produtos”, afirma Marcelo Guaranys, secretário-executivo do Ministério da Economia.

Canal Rural

Postado em 12 de maio de 2022
Classificados