(84) 98867-6113

No Banner to display

Idema participa de Curso sobre Inteligência de Fiscalização Ambiental

Foto: ASCOM/IDEMA

Com o objetivo de capacitar servidores que lidam com atividade de inteligência no combate aos ilícitos que afetam o meio ambiente, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apresenta, em curso, Noções Básicas de Inteligência, Contrainteligência e Operações de Inteligência. A ideia é produzir conhecimento para subsidiar ações de combate aos diferentes ilícitos ambientais. As aulas da primeira turma, com 40 alunos de diversas instituições, encerram nesta sexta-feira (24). A coordenadora de Fiscalização do Idema participa do evento, que acontece em Brasília, representando o Rio Grande do Norte.

A atividade de inteligência é o exercício permanente e sistemático de ações especializadas, por meio de metodologia própria e com o uso de conhecimentos específicos, a fim de assessorar decisões de planejamento, acompanhamento e execução de políticas públicas. Nesse contexto, o Ibama destaca-se como instituição ambiental que possui serviço de inteligência voltado à produção de conhecimentos estratégicos para a fiscalização ambiental no Brasil. “Queremos capacitar nossos analistas ambientais na atividade de inteligência para que possam ser agentes de inteligência ambiental”, disse Samuel Souza, dirigente na Diretoria de Proteção Ambiental (Dipro). “Servidores de outras instituições também estão participando. São 12 estados presentes no curso, incluindo órgãos que trabalham com inteligência, policiais e servidores governamentais”, afirmou Samuel.

A Coordenação de Inteligência de Fiscalização (Coinf), subordinada à Coordenação-Geral de Fiscalização Ambiental (CGFis) da Diretoria de Proteção Ambiental, é responsável diretamente pela implementação e coordenação da atividade de inteligência desenvolvida pelo Ibama. Essa área visa apoiar as decisões estratégicas, assessorar a segurança das atividades e, principalmente, provimento de suporte às ações de fiscalização ambiental do Instituto – por meio de análise de dados obtidos tanto por meio de uma pesquisa rigorosa, bem como pela integração com outras instituições que trabalham no ramo.

Tal encontro possibilita o compartilhamento de práticas, experiências e intercâmbio de informações sobre ilícitos ambientais: “Acredito que o curso tem sido proveitoso. Essa comunicação entre os órgãos é importante, é prioridade para melhorar a troca de informações. Minha expectativa é que haja uma unificação na base de dados”, falou um aluno, agente da Polícia Federal no Amazonas (AM). E o diretor Samuel confirma a importância do evento, que tem apoio do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos do Ministério da Justiça (MJ): “Quanto mais capacitarmos na atividade de inteligência, melhores serão as decisões tomadas, as ideias apresentadas”, conclui. Outra edição do curso tem previsão para ocorrer em agosto deste ano.

Além do Ibama, participam da ocasião servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Instituto Água e Terra (IAT/PR), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar/PI), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema/RS), Centro de Inteligência do Exército Brasileiro (CIE), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad/MG), Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (Ima/SC), Consórcio Público Cim Noroeste/ES, Polícia Federal (PF), Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema/RN), Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (Semas/PA), Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema/MT), Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema/MT) e Centro de Inteligência da Marinha (CIM).

Fonte: Assecom/Ibama

Postado em 24 de junho de 2022

No Banner to display