(84) 99828-4059
Classificados Topo

Ministério da Agricultura comunica a ocorrência de dois focos de peste suína clássica no Piauí.

Ministério da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (MAPA), através da Nota Técnica nº 02/2021/DAS/DDA/MAPA comunica a ocorrência de dois focos de peste suína clássica (PSC) no estado do Piauí.

Os focos foram confirmados em 22 de março de 2021, envolvendo criatórios de suínos para subsistência no município de Demerval Lobão e já foram notificados à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) pelo MAPA.

Nos dois estabelecimentos onde foram confirmados os focos de PSC os suínos doentes apresentaram conjuntivite, tosse, diarreia, apatia e febre, associados à mortalidade de leitões. Sendo que as propriedades foram interditadas pelo serviço veterinário estadual desde o primeiro atendimento. E encontra-se em andamento investigação para rastreamento de outros possíveis vínculos epidemiológicos.

Foi realizada a eutanásia de todos os suínos dos estabelecimentos afetados, seguida de desinfecção das instalações e vazio sanitário.

O estado do Piauí faz parte da zona não reconhecida como livre de PSC, juntamente com outros 10 estados (AL, AM, RR, PA, AP, MA, CE, RN, PB, PE), a ocorrência, portanto, não altera a situação sanitária da zona livre de PSC reconhecida pela OIE, não justificando restrições ao comércio internacional de suínos e seus produtos. Além disso, a doença não é transmitida para seres humanos, não impactando a saúde pública.

Em 2019, mediante a Portaria Nº 264, foi publicado o Plano Estratégico Brasil Livre de Peste Suína Clássica, do Programa Nacional de Sanidade dos Suídeos (PNSS), que visa promover o fortalecimento do Serviço Veterinário Oficial e do sistema de vigilância para as doenças dos suínos.

No RN, no ano de 2009, foram confirmados 13 focos da doença, na qual cerca de 621 suínos tiveram que ser sacrificados pelo Serviço Veterinário Oficial do Estado. Logo, o produtor ou profissional das agrárias ao suspeitar que suínos estejam acometidos pela PSC deve comunicar imediatamente ao IDIARN, órgão oficial de Defesa e Inspeção Agropecuária no RN.

Postado em 26 de março de 2021
Classificados