(84) 99828-4059
Sebrae topo

Ministério da Agricultura confirma caso de gripe aviária no Paraná

Foto: Reprodução

De acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), o estado do Paraná identificou o primeiro caso de gripe aviária.

O caso foi registrado em Antonina, no litoral do estado, na sexta-feira (23) e envolveu uma ave silvestre da espécie trinta-réis-real.

Além do caso confirmado, outro caso está sob investigação em Pontal do Paraná.

Até o momento, o Paraná possui seis amostras coletadas e 151 investigações concluídas.

Gripe aviária no Brasil
Segundo dados do Mapa, o Brasil registrou 46 casos confirmados de gripe aviária, sendo que seis casos estão em investigação, 277 casos têm amostras coletadas e 1,4 mil investigações já foram concluídas.

É importante ressaltar que a gripe aviária não é transmitida pelo consumo de carne de aves ou ovos, mas por meio do contato direto com aves infectadas, vivas ou mortas.

O status brasileiro em relação à influenza aviária de alta patogenicidade perante a Organização Mundial de Saúde Animal não foi alterado, uma vez que não houve registros na produção comercial, conforme esclarecido pelo governo federal.

O Ministério da Agricultura e Pecuária declarou estado de emergência zoossanitária em todo o território nacional devido aos casos de gripe aviária detectados em aves silvestres.

Essa medida tem como objetivo evitar a propagação da doença para a produção de aves destinadas ao consumo humano, bem como preservar a fauna e a saúde humana.

A declaração de estado de emergência zoossanitária permite a mobilização de recursos financeiros do governo federal e a coordenação com outros ministérios e organizações governamentais.

A suspensão de exposições, torneios, feiras e outros eventos com aglomeração de aves, bem como a criação de aves ao ar livre sem telas na parte superior, em estabelecimentos registrados no ministério, foi prorrogada indefinidamente.

Essa medida abrange todas as espécies de aves de produção, ornamentais, passeriformes, aves silvestres ou exóticas mantidas em cativeiro, além de outras aves criadas para diferentes finalidades, conforme detalhado pelo ministério.

Canal Rural

Postado em 24 de junho de 2023

No Banner to display