(84) 99828-4059
Classificados Topo

Ministro da Cidadania, recebe demandas de representantes do agronegócio do Rio Grande do Norte

O ministro da Cidadania, João Roma, e o deputado federal General Girão estiveram reunidos, na manhã desta quinta-feira (17), com representantes da cadeia produtiva da pecuária leiteira, que apresentaram os principais anseios e necessidades do setor. Na última segunda-feira (14), a comitiva esteve no gabinete do parlamentar federal e, em reunião, também solicitaram demandas ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), prontamente encaminhadas pelo General Girão à titular da pasta, ministra Tereza Cristina.

De acordo com o documento entregue ao ministro João Roma nesta manhã, dados divulgados pela Associação Norteriograndense de Criadores (ANORC) em 2019 mostram que a cadeia produtiva da pecuária leiteira do Rio Grande do Norte responde anualmente pela produção de 220 milhões de litros de leite, obtidos a partir de um plantel de 240 mil matrizes em 22.116 propriedades rurais. Sua agroindústria comporta 18 laticínios e 392 queijeiras em diversos municípios do Estado que, segundo dados publicados pelo mesmo estudo, indicam que a produção de derivados do leite está em torno de 239 toneladas de queijo de manteiga, 76 toneladas de queijo de coalho, 22 mil litros de manteiga de garrafa e 3 mil kg de queijo de ricota por mês. Estes são produtos notadamente reconhecidos por sua peculiaridade regional, fruto do trabalho dos 44 mil empregos diretos e indiretos gerados e que acrescentam R$ 430 milhões por ano ao PIB Agrícola do Estado.

Apesar dos números expressivos, o setor enfrenta, de acordo com os representantes do agronegócio, uma enorme crise. E, como resultado da reunião realizada com o General Girão na segunda-feira (14), foram elencadas algumas demandas a serem apresentadas ao ministro João Roma. Dentre as demandas, a equiparação do preço do litro de leite pago ao produtor pela média CEPEA; ajuste do limite da cota por produtor de 35 para 150 litros por dia; a expansão a todos os municípios do RN; estender permissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf – DAP às prefeituras; estender o alcance do programa aos produtores que se enquadram no Pronampe; alterar o critério de adesão de quantidade de módulos rurais para tamanho do rebanho; estender linhas de crédito aos bancos oficiais para adequação da agroindústria leiteira ao Sistema Brasileiro de Inspeção – SISBI.

“É fundamental que a gente consiga manter diálogo exatamente com quem está na ponta, que está vivendo na pele os desafios da realidade do nosso Brasil. E o que fica claro é que a gente precisa sim readequar o nosso PAA Leite para que ele possa ser mais efetivo de forma a contribuir mais com o desenvolvimento econômico e com o complemento alimentar para que cada vez mais famílias possam sair da situação de vulnerabilidade”, afirmou o ministro da Cidadania, João Roma.

O General Girão ressaltou a importância de apoiar a cadeia produtiva do Estado. “Os produtores potiguares merecem o respeito e a atenção do nosso mandato e do nosso Governo Federal. Nós temos que contribuir e dar condições para que estas pessoas possam potiguarizar, ou seja, possam produzir e ajudar o nosso Estado a se desenvolver. Tenho certeza de que as demandas apresentadas ao ministro Roma serão analisadas e atendidas na medida do possível”, afirma o parlamentar.

Postado em 18 de junho de 2021
Classificados