(84) 99828-4059
Classificados Topo

Na terra do chope, projeto utiliza Agricultura de Precisão em uvas para vinho

Famosa pelo chope, cuja tradição vem do início do século XX, Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, entrou na rota de produção de vinhos finos na Região Sudeste. E a ciência quer contribuir com o sistema de produção de uvas, adaptando, validando e refinando práticas de Agricultura de Precisão (AP) para a vitivinicultura.

A Embrapa Instrumentação (São Carlos, SP) iniciou um projeto de inovação aberta com a Vinícola Terras Altas, localizada no distrito de Bonfim Paulista, para a determinação de zonas de manejo em vitivinicultura – a Unidade já vinha desenvolvendo outros projetos para aplicação de AP em vinícolas de Itobi e Espírito Santo do Pinhal, ambas no interior paulista.

Durante trinta e seis meses, a pesquisa pretende determinar a variabilidade espacial de atributos do solo e da planta para propor um manejo diferenciado de práticas agrícolas como a irrigação, amostragens de bagas para avaliação, colheita diferenciada em função do vigor das plantas, caracterizar os vinhos produzidos e determinar a relação entre atributos do solo, planta e vinho.

O pesquisador Luís Henrique Bassoi diz que “a Agricultura de Precisão pode contribuir, de forma efetiva, na qualidade das uvas e do vinho brasileiro. Já realizamos experimentos em três safras na Serra da Mantiqueira, mas agora o desafio envolve uma região com alta temperatura durante o dia e mais baixa à noite, garantindo uma amplitude térmica desejável – a uma altitude de 750 metros – além de um solo com características diferentes, numa área dominada pela cana de açúcar”.

Fonte: Embrapa

Postado em 22 de junho de 2020
Classificados