(84) 99828-4059
Classificados Topo

Nasce primeiro bezerro fruto da capacitação em Inseminação Artificial promovida pelo Governo do RN

Nasceu nesta quinta-feira (6), o primeiro bezerro fruto das capacitações em Inseminação Artificial Bovina desenvolvida pelo Governo do Estado, que está beneficiando produtores de cerca de 40 municípios potiguares como parte do Projeto de Fortalecimento da Pecuária Leiteira do RN. As capacitações estão sendo desenvolvidas por meio do Projeto Governo Cidadão, da Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca (SAPE RN), da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) e do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (EMATER), com recursos estaduais viabilizados pelo empréstimo junto ao Banco Mundial. Os cursos se deram em parceria com as prefeituras de cada município anfitrião.

Os produtores rurais de Cruzeta, onde nasceu o bezerro, foram os primeiros a receberem a iniciativa, ainda no final de 2021. Além da capacitação, o município recebeu um kit de inseminação artificial composto por botijão, aplicador, termômetro e pinça, entre outros aparelhos, que estão servindo a todos aqueles que foram qualificados a utilizarem os equipamentos. O investimento do kit foi de R$ 2,5 mil, também com recursos garantidos pelo empréstimo.

Proprietários do rebanho no qual o animal nasceu, os produtores rurais Maria Roseane Soares e Marcelo Araújo disseram que o investimento em tempo e recursos já está tornando sonhos em realidade. “Somos só gratidão por tudo o que está nos acontecendo. Investimos em inseminação, depois de aprendermos todo este processo de reprodução de qualidade. Hoje vemos o fruto de todo esse esforço nascer – literalmente. O nosso bezerro Gaspar poderá vir a ser um dos touros de maior qualidade de nosso curral, elevando a qualidade de nosso rebanho cada vez mais”, comemorou Marcelo.

Roseane e Marcelo são beneficiários do Projeto Governo Cidadão, por meio da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares do Seridó (COAFS), tendo recebido uma queijeira equipada e adequada para a realização do sonho de toda família de produzir queijos e manteiga com profissionalismo e dentro dos padrões sanitários vigentes. Com a produção de 1500 litros de leite por dia na vacaria própria, o casal teve sua capacidade ampliada para 2 mil litros na nova unidade de beneficiamento. O investimento ultrapassou os R$ 463 mil a partir do Projeto.

“Além de dar qualidade de trabalho, quando construímos e equipamos as unidades de beneficiamento, por exemplo, promover capacitação é possibilitar a sustentabilidade dessas ações. Neste caso da capacitação em inseminação, além dessa importante sustentabilidade, é promovida também a melhoria do rebanho que a médio e longo prazo fará uma enorme diferença com o crescimento da cadeia produtiva do leite no Estado. É o resultado do trabalho integrado da Gestão da governadora Fátima Bezerra”, disse o secretário de Infraestrutura e coordenador do Governo Cidadão, Gustavo Coêlho.

EDITAL DE LEITE E DERIVADOS

Além da construção e aparelhagem de unidades de beneficiamento de leite (queijeiras), das capacitações, o Edital de Leite e Derivados ainda conta com ações como a produção e comercialização de feno, a distribuição de sementes de palma forrageira, a produção de silagem e a compra de equipamentos como tanques de resfriamento de leite coletivo e de veículos.

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL BOVINA

A prática da inseminação artificial bovina está presente em 70% dos municípios brasileiros de acordo com a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA). A prática cresceu de maneira considerável no Brasil, tendo registrado um incremento de 15% em 2019. Ainda assim, os índices da aplicação no país são considerados baixos para o efetivo do rebanho brasileiro, quando a matriz leiteira (vaca leiteira) produz cerca de 5 litros de leite ao dia (cada). O Rio Grande do Norte apresenta um índice de menos de 10% de suas matrizes leiteiras inseminadas, resultando numa produção próxima à média brasileira.

Postado em 7 de outubro de 2022
Classificados