(84) 99828-4059
RedeMais Venâncio principal

No G20, ministra da Agricultura defende sustentabilidade no campo

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, que está em Florença, na Itália, onde participa da reunião de ministros da Agricultura do G20 – grupo das vinte maiores economias do mundo – defendeu, durante um discurso nesta sexta-feira, 17, a necessidade de expandir a disponibilidade de recursos para adoção de práticas inovadoras.

“Essas precisam ter custo-benefício adequado e estar disponíveis a todos, e não apenas a alguns produtores subsidiados em países ricos”, disse.

No discurso, a ministra falou sobre dois aspectos que tornam a pesquisa uma força a favor da sustentabilidade. “Ela cria as ferramentas para que possamos produzir mais, utilizando menos recursos naturais. E ela traz as evidências científicas que garantem o fluxo adequado de alimentos”.

Nas redes sociais, a ministra conta que defendeu a sustentabilidade no campo em suas três dimensões: ambiental, econômica e social. “O agro do Brasil continuará contribuindo para a segurança alimentar e a geração de renda”.

Ainda segundo Tereza Cristina, apenas quando for possível alinhar tecnologias sustentáveis com investimentos é que será possível transformar a agricultura em um setor estratégico para uma recuperação verde. “Além disso, a ciência é fundamental para mantermos o comércio fluindo e os mercados previsíveis”, concluiu.

G20
Nesta sexta-feira, a ministra participou de uma sessão com o tema “Pesquisa como força motriz da sustentabilidade”.

Já no sábado, 18, ela vai debater com seus pares a contribuição do G20 para a próxima Cúpula dos Sistemas Alimentares (Food Systems Summit) e para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 26). Também estão previstas reuniões bilaterais para debater temas de interesse da agricultura brasileira.

Os membros do G20 são: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia e a União Europeia. A Espanha é convidada permanente. Os membros do G20 respondem por mais de 80% do PIB mundial, 75% do comércio global e 60% da população do planeta.

Canal Rural

Postado em 17 de setembro de 2021
Agi