(84) 98867-6113

No Banner to display

PAA-Compra Direta adquire 400 toneladas de alimentos da agricultura familiar

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – Compra Direta com Doação Simultânea encerrou os primeiros quatros meses de execução movimentando R$ 1,6 milhões com a compra 400 toneladas de produtos da agricultura familiar no Rio Grande do Norte. O Compra Direta é executado pelo Governo do Estado, através da Emater-RN, em parceria com o Ministério da Cidadania. Os alimentos do PAA – Compra Direta são doados a pessoas em vulnerabilidade social e insegurança alimentar, assistidas por instituições sociais como hospitais, creches e asilos, ou matriculadas na rede pública de ensino.

Nesse período, foram adquiridas 89 variedades, como frutas, verduras, derivados do leite, ovos, castanha, mel, bolos, doces, entre outros. Com os produtos, foi possível montar e distribuir 34.904 kits. Agosto foi o mês com aquisição recorde do programa, quando possível adquirir 148 toneladas de alimentos e produzir 13.600 kits, correspondendo a um investimento de R$ 612.865,86.

O programa, iniciado em maio passado, mobilizou em quatro meses 56 municípios e beneficiou 561 agricultores e agricultoras familiares. Nesse período, os alimentos foram entregues a 119 entidades, contemplando diretamente 17.452 famílias, incluindo alunos da rede pública.

PRÓXIMA ETAPA – Após a conclusão dessa etapa, a Emater-RN iniciará a execução de outra fase do PAA Compra Direta, já em outubro, com o aporte de mais R$ 5 milhões, por meio da Medida Provisória 957, de 24 de abril de 2020, que trata do enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Essa nova etapa atenderá a mais 93 municípios, através de critérios determinados pelo Ministério da Cidadania. Uma das exigências é que esses locais estejam com nível de médio a alto no mapa da vulnerabilidade alimentar e nutricional. Na fase 2 do PAA, foram cadastrados 1000 novos agricultores familiares, sendo a metade mulheres. O PAA 2 será operacionalizado até final de fevereiro de 2021, priorizando a distribuição dos alimentos para alunos das escolas estaduais.

Fonte: Assecom

Postado em 2 de outubro de 2020

No Banner to display