(84) 99828-4059
Classificados Topo

Primavera brasileira seguirá sob influência de La Niña

Foto: Viviane Zanella /Embrapa

“A redução nas temperaturas mínimas do ano seguido pela redução no volume como principais influências que o fenômeno La Niña continua para os produtores da primavera consecutiva”, pontua a pesquisadora do Departamento de Diagnóstico e Terceira Pesquisa Agropecuária Amanda Junges, do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecu para os produtores consecutivos.

Sobretudo da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), na nova edição do Boletim Agrometeorológico da Serra Gaúcha . A publicação é elaborada por pesquisa da Secretaria da Agricultura e da Embrapa Uva e apresenta condições meteorológicas de agosto e setembro, a previsão prevista até o mês de dezembro e como avaliação dos viticultores da Serra Gaúcha.

Chuvas abaixo da média
“Com previsão de chuva abaixo da média, a falta de água poderá atrapalhar a safra. Se possível, o ideal é colocar irrigação ou investir em manejo, como a cobertura do solo, que irá auxiliar na manutenção da umidade”, destaca o pesquisador Henrique Pessoa dos Santos, da Embrapa Uva e Vinho. Ele presta atenção para redobrar os cuidados em vinhedos que também chamam a atenção para os danos causados por congelamento tardio, em função das geadas tardias. “É importante controlar e fazer os gerenciamentos”, alerta.

De acordo com as informações da Embrapa, as condições para o trimestre de outubro-novembro-de-dezembro, espera-se uma menor intensidade no ataque do míldio da videira, mas o viticultor deve ficar atento, especialmente nos locais da baixada e nos próximos anos, onde há maior probabilidade de ocorrência de orvalho.

“Nenhum desde o início da operação de controle do corpo e da vinífera atenção para os fungos que atuam na ação de profundidade para o controle do funcionamento e viníferas, que deve ser tratado o tratamento da Embrapa e viníferas ” Garrido.

Canal Rural

Postado em 14 de novembro de 2022
Classificados