(84) 99828-4059
Detran - FEv-22

Queijeiras potiguares marcam presença no Concurso Mundial de Queijos em São Paulo

Foto: Fernando Liberato

O Rio Grande do Norte está participando a partir desta quinta-feira (15) com 12 queijeiras da 2ª edição do Mundial do Queijo do Brasil, que acontece na capital paulista até o próximo domingo (18). Além dos 12 produtores, outras 6 queijeiras enviarão seus produtos para participar do Concurso Mundial de Queijos e Produtos Lácteos. Do Rio Grande do Norte também participarão como convidados para compor o júri do concurso os especialistas Adriana Lucena e o gestor do Projeto de Leite e Genética do Sebrae-RN, Acácio Brito. O evento tem como principal objetivo reconhecer os melhores queijos do mundo, avaliados por uma comissão de jurados brasileiros e estrangeiros. Com os concursos chancelados pela Guilde Internationale des Fromagers, o Mundial é a única premiação nacional que abrange o setor queijeiro como um todo, envolvendo produtores artesanais e industriais.

Dentre as queijeiras potiguares no evento estão a Fazendo Antônio Vindô, do município de Coronel José da Penha; Laticínio Sertão Piranhas, de Jardim de Piranhas; Queijeira Vô Nelson, de Jardim do Seridó; Queijeira Monte Sertão e Queijeira Dona Gertrudes, ambas de Caicó; Laticínio Sertão Jucurutu e Queijeira JC, ambas de Jucurutu; Galego da Serra, de Tenente Laurentino Cruz; Queijeira Dona Marta, de Parelhas; Fazenda Barreiras, de Encanto; Dona Branca Artesanais, de Currais Novos e Fazenda Caju, do município de Ceará Mirim, perfazendo um total de 39 produtos.

As queijeiras que estarão apenas com seus produtos concorrendo no Concurso Mundial de Queijos e Produtos Lácteos são: Queijeira do Zaca e Antônio Cipriano, ambas de São João do Sabugi; Fazenda Rolinha de Serra Negra do Norte; Capril Buxada, de Monte Alegre, Queijeira Pedra Branca, de Carnaúba dos Dantas, e Queijeira JC Caicó, do município de Caicó. As seis totalizam 17 produtos concorrendo e diversas categorias.

A expectativa dos organizadores é que nesta edição de 2022 nada menos de 1.200 queijos estejam inscritos para o 2º Concurso de Queijos e Produtos Lácteos e que aproximadamente 50 mil pessoas apreciadoras do universo queijeiro passem pelo evento durante os quatros dias.

A programação conta com conferências técnicas, fóruns de discussão, cursos de formação e degustações harmonizadas. Além do concurso de Queijos e Produtos Lácteos que se consagrou em 2019, outros dois concursos, inéditos no Brasil, reconhecerão o Melhor Queijeiro (indicado para os produtores de queijo onde serão avaliados em suas competências técnicas) e o Melhor Queijista do Brasil (destinado para os comerciantes de queijo).

Nomes de peso estão à frente do júri, a exemplo de Claude Maret, presidente da Fédération des Fromagers de France e Vanessa Alcolea, responsável técnica dos queijos da Pardinho Artesanal – SP e membro da SerTãoBras. O júri é composto por um time de 200 jurados, dentre chefs de cozinha, jornalistas e sommeliers certificados pela renomada escola francesa Mons Formation.

Em paralelo, duas feiras ocorrem simultaneamente: uma do lado de dentro do Teatro B32 na famosa avenida Brigadeiro Faria Lima, no Itaim Bibi, para um público pagante, voltada para o setor profissional queijeiro. Marcas como Fermentech, Caplab, Tirolez, além da patrocinadora Gruyère AOP garantiram suas presenças perante o público profissional para apresentar os seus produtos e participar de rodadas de negociação; do lado de fora, no pilotis, a feira livre de produtores conta com stands oferecendo uma variedade de produtos como queijos, azeites, meles, acessórios, vinhos e saquês japoneses.

Em sua primeira edição realizada na cidade mineira de Araxá, um ano antes da pandemia, o Mundial do Queijo do Brasil recebeu um total de 953 queijos inscritos e atraiu cerca de 33 mil pessoas. Com 239 medalhas reconhecidas por um corpo de 160 jurados brasileiros e estrangeiros, o evento revelou que os queijos brasileiros estão num patamar de nível internacional.

Com a conquista de medalhas de super ouro, ouro, prata e bronze em concursos internacionais como o Mondial du Fromage, em Tours, na França, e o World Cheese Awards, em Oviedo, Espanha, a SerTãoBras percebeu a lacuna do reconhecimento da cultura queijeira brasileira em terras nacionais e uniu forças e parceiros para realizar, este ano, três concursos para evidenciar os produtos, os produtores e os comerciantes nacionais. “Observamos o nosso queijo brasileiro ganhar medalhas lá fora, competindo com a tradição queijeira europeia, e chegando no Brasil, ninguém sabe que queijo é esse. A nossa missão é trazer uma luz sobre a nossa produção nacional e reconhecer aquilo que tem sido feito de melhor por aqui”, afirma a diretora geral da SerTãoBras, Débora Pereira.

Além da programação que acontece no Teatro B32, 15 estabelecimentos selecionados participam do Roteiro Gastronômico do Mundial do Queijo do Brasil, que acontece entre os dias 15 e 25 de setembro. Durante os 10 dias de Roteiro Gastronômico, casas selecionadas utilizarão queijos de 13 diferentes produtores: Bela Fazenda, Capril Caprioles, Capril do Bosque, Fazenda Atalaia, Laticinio Montezuma, Leiteria Santa Paula, Pardinho Artesanal, Pé do Morro, QJO Martina, Queijaria Rima, Queijaria São Victor (do Marajó – Pará), Santa Luzia e SilvaniA2 Laticínios Artesanais.

Seus queijos serão utilizados em receitas inéditas servidas nas seguintes casas: Agustin, Carlos Pizza, Carlota, Casa Tucupi, Confeitaria Marilia Zylbersztajn, Frida e Mina, Laskarina Bouboulina, Le Jazz Brasserie, Los Dos Taqueria, Mesa III Rotisseria, Mila, Preto, Quincho, Shuk Falafel & Kebabs e Zestzing Padaria Artesanal.

Agência SEBRAE de Notícias

Postado em 15 de setembro de 2022
Classificados