(84) 99828-4059
Classificados Topo

Região Metropolitana de Natal chove acima de 100mm neste domingo

Domingo com bons volumes de chuvas no Rio Grande do Norte. O sistema de monitoramento das chuvas, desenvolvido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), registrou precipitações em 90 dos 293 postos de monitoramento distribuídos no estado. O primeiro boletim pluviométrico, referente ao período das 7h do sábado (05), até o mesmo horário deste domingo (06) mostra acumulados acima de 100 milímetros (mm) em alguns municípios da região metropolitana da capital potiguar, como Parnamirim que registrou 136,1 mm, seguido de Extremoz, com 129mm, e Natal com 103,4mm.

O chefe da unidade de meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot, explica que as chuvas decorreram da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) sobre o estado. “O período chuvoso se iniciou no RN. Associado a ZCIT, a temperatura do oceano Atlântico está 1,5° acima do normal o que aumenta a umidade, sobretudo no período na noite com a influência da brisa, favorecendo a maiores volumes no território do litoral”, completou.

Na região Agreste, os maiores volumes contabilizados foram em Poço Branco (82,2mm), Nova Cruz (47 mm) e Ielmo Marinho (43.4mm). Já na Região Central, boas chuvas foram em Santana do Seridó (32.4mm) e Florânia (25,4mm) e no Oeste, em Portalegre (31 mm) e em Itaú (29.4mm).

“Alguns postos do Cemadem (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) registraram volumes acima de 250 mm em bairros de Natal. Esse acumulado é resultado da influência da proximidade ao Rio Potengi, especialmente em bairros como Cidade Alta e arredores, por estarem localizados num corredor onde ocorre umidade em níveis mais altos”, declarou Bristot.

A previsão para o domingo é de céu parcialmente nublado com possibilidade de chuvas, entre 1mm e 30mm, nas do Alto Oeste, Vale do Açu, Seridó e Agreste.

A expectativa do especialista é que a ZCIT siga atuando até o mês de maio e a previsão é de chuvas no estado com volumes normais e boa distribuição territorial. “Seguimos analisando, semana a semana, a atuação e a predominância dos sistemas meteorológicos e das condições dos oceanos”, disse Bristot.

A média estadual de volumes de chuvas esperada para o período (março a maio) é de 433,2; no Oeste: 479,2; na Região Central: 376,9; Agreste: 343,2; Leste: 533,8mm.

Acesse o sistema de monitoramento das chuvas da Emparn, no site emparn.rn.gov.br, Menu Meteorologia. Além de informações sobre chuvas, com a publicação diária de 5 boletins pluviométricos, o visitante pode acessar informações sobre temperatura, umidade, zoneamento agrícola entre outros.

Postado em 6 de março de 2022
Classificados