(84) 99828-4059
RN 12/2021

Robô Burro opera na colheita de uva nos Estados Unidos

Imagine um robô que trabalha ao ar livre de forma autônoma transportando uvas e outras frutas como se fosse um burro de carga. Ele já existe. O robô que leva o sugestivo nome de Burro foi criado pela startup norte-americana Augean Robotics e já tem 90 unidades trabalhando em lavouras de uva de mesa nos Estados Unidos. O modelo tem feito tanto sucesso que levou seus criadores a mudar o nome da empresa para Burro. Um desenho do animal de carga, aliás, integra o logotipo da empresa.

No final de setembro, a startup anunciou que arrecadou US$ 10,9 milhões junto aos fundos S2G Ventures e Toyota Vent, principalmente, para desenvolver mais unidades do robô.

Segundo o site da empresa (Burro.ai), o Burro é um robô autônomo plug-and-play que não requer controle centralizado. Ele usa visão computacional, GPS de alta precisão e inteligência artificial (IA) para seguir pessoas e aprender na hora a navegar autonomamente de um ponto ao outro, enquanto carrega várias cargas. O preço é estimado em US$ 16,9 mil, incluindo contrato de suporte e atualizações por três anos.

Segundo a empresa, os robôs permitem que os produtores aumentem a lucratividade e mitiguem a escassez de mão-de-obra, trabalhando de forma colaborativa para forçar a multiplicação de trabalhadores, ao mesmo tempo que estabelece a base para uma automação mais abrangente no futuro.

O robô tem sido aprovado porque a maioria dos produtores de safras especializadas com mão-de-obra intensiva, como uvas de mesa, frutas vermelhas e safras de viveiro, não têm colheita mecanizada e sofre com a queda de pessoas interessadas em trabalhar nas colheitas manuais.

Com o novo aporte, a Burro planeja construir mais 500 robôs no próximo ano para atender à demanda de clientes. Para impulsionar esse crescimento, a empresa está aumentando o tamanho de sua equipe e expandindo as capacidades do robô, que poderá usar sua autonomia de mobilidade também em viveiros e mercados de frutas silvestres.

Globo Rural

Postado em 13 de outubro de 2021
Agi