(84) 99828-4059

Tipos de silagem

Existem diferentes tipos possíveis para se fazer o processo de ensilagem. Dentre eles podemos citar 3 principais:

Silagem de Superfície
A silagem de superfície costuma ser mais barata, pois tem um menor tempo de execução, fácil armazenamento e compactação. No entanto, é necessário ter muita atenção quanto à eliminação do oxigênio, vedação e integridade da lona. É muito importante que a área destinada seja muito bem cercada de modo a evitar a entrada de animais.

Silagem em Trincheira
A silagem em trincheiras apresenta as mesmas vantagens e cuidados da ensilagem de superfície. No entanto, como parte do silo está protegida pela trincheira, a área coberta por lona será menor. Dessa forma, uma silagem de trincheira pode ser ainda mais barata do que a de superfície.

o que é silagem

Silagem em Sacos
A silagem em sacos tem tempo maior de execução, mas pode se mostrar útil para o produtor. Esse método permite que o produtor sirva o silo de maneira fracionada. Além disso, são menores os riscos de perder toda a produção em função de um simples rasgo na lona, o que pode acontecer com o silo de superfície. No entanto, caso esse silo não seja armazenado em local fechado, é importante se precaver de furtos, tendo em vista a facilidade de transporte.

Lavouras para silagem
Além de diferentes tipos possíveis para se fazer o processo de ensilagem, diversas lavouras podem ser usadas como forragem para os animais.

As principais lavouras são:

Milho
Sorgo
Capim
Cana-de-açúcar
Diferentes lavouras têm diferentes processos de plantação e colheita, além de fornecerem variados níveis nutricionais aos animais.

Como fazer silagem?
O primeiro passo é a plantação. Uma boa silagem depende, primeiramente, de uma boa planta. O corte deverá ser feito na época certa, que vai variar para cada planta e para as condições locais.

O corte da planta deve ser feito em lavouras plantadas na mesma época, de modo a manter a uniformidade. O mais comum atualmente é utilizar a colheitadeira e picadeira acopladas ao trator, chegando ao local do silo com a planta já picada.

Após o derramamento da forragem no local, é importante que sempre seja feita a compactação. Essa pode ser feita com o próprio trator (silo de superfície) ou prensas (silo em sacos).

A aplicação do inoculante deve ser feita conforme recomendação de cada fabricante.

Por fim, o fechamento do silo é uma etapa crucial na conservação da forragem. Deve-se garantir que o ar foi retirado de dentro da lona ou de saco de silagem e se estão bem vedados. Um simples rasgo pode comprometer um trabalho de meses.

Lonas para silagem
A etapa de fechamento do silo é, muitas vezes, subestimada pelos produtores que após os dias de trabalho intenso, querem ver o resultado o quanto antes. Entretanto, como vimos anteriormente, qualquer descuido nessa etapa pode comprometer todo o processo.

É importante comprar lonas específicas para o fim, pois essas estarão submetidas ao calor, chuva e radiação ultravioleta por um longo período. Além disso, deve se atentar à espessura da lona. Para a maioria dos casos, lonas com espessura entre 150 e 300 micras atenderão às silagens.

Inoculante para silagem
O inoculante é um produto químico composto por bactérias que vão auxiliar na fermentação. Apesar de não ser exatamente barato, o custo do inoculante corresponde a uma pequena parte do custo total do processo. Dessa forma, é essencial escolher um bom inoculante destinado àquela forragem. Caso o silo seja feito com mais de uma planta, (o que não é recomendado) use um inoculante universal.

O bom fechamento do silo e o uso de um bom inoculante vão garantir a qualidade do alimento para o gado.

Postado em 2 de junho de 2020