(84) 98867-6113

No Banner to display

Universitários criam horta residencial inteligente que só precisa regar a cada 25 dias

Plantar temperos ou ter uma horta caseira é vontade de muitos moradores de centros urbanos, mas nem sempre é sinônimo de êxito. Pensando nisso, três jovens universitários oriundos da área de engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) fundaram a startup Brota, que diz ter criado “a primeira horta inteligente residencial do país”.

A ideia é simples: com o sistema em mãos, basta inserir uma cápsula vendida pela empresa – que contém um “solo inteligente” preparado com as quantidades adequadas de nutrientes para a semente que se quer plantar -, colocar água no reservatório do sistema uma vez a cada 25 dias e, voilá, esperar a plantar crescer.

A equipe da Brota percebeu que a principal causa de morte de plantas dentro de casa relacionava-se com o fato delas não receberem a quantidade ideal de recursos necessários à sobrevivência. Logo, com a cápsula, a planta tem tudo o que precisa: nutrientes, capacidade de oxigenação e hidratação. Além disso, não demanda de uma pessoa para operar tudo isso.

“Não há, por exemplo, uma tecnologia de inteligência artificial. É tudo tecnologia física e biológica. Desenvolvemos dessa forma para que a gente consiga simular um ambiente ideal para a semente dentro da cápsula”, afirma Rodrigo Farina, CEO da startup.

O jovem empreendedor explica que o equipamento é diferente dos que já existem no mercado, que, em sua maioria, são vasos autoirrigáveis. “Essa é uma tecnologia que permite a terra ficar molhada ou outra funcionalidade específica, mas não necessariamente garante que a planta vá viver. O que fazemos é diferente: vimos que a planta crescia mais rápido, mais saudável, durava mais tempo e crescia com mais vigor”, diz Farina.

Confira a matéria completa clicando aqui

FOnte: Globo Rural

Postado em 24 de agosto de 2020

No Banner to display